03052016

4 motivos para implantar comunidades de prática na sua empresa

O desenvolvimento de uma empresa no mercado vai muito além de apresentar bons produtos ou serviços aos clientes. Hoje, líderes têm olhado para dentro de casa e percebido que reunir experiências dos colaboradores com interesses e problemáticas comuns pode fazer a diferença no resultado final.

É nesse contexto que entram em cena as Comunidades de Práticas (CoP), formadas com o objetivo de desenvolver conhecimento que aprimorem atividades e processos em determinados setores, fortalecendo a rede interna de profissionais. Grupos como CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), Conselhos deliberativos, Comitês Internos para resolução de demandas específicas e Grupos de Inovação são exemplos práticos utilizados para desenvolver projetos, novas estratégias e aproveitar as capacidades do mercado.

Esse debate pode ser intensificado em ambientes como a Intranet, proporcionando acesso facilitado e centralizado à informação. Nossa bagagem no desenvolvimento dessas soluções possibilitam um olhar aguçado e alinhado com estas tendências do mercado, oferecendo um ambiente sob medida para a concretização destes objetivos. Assim, integrantes podem acompanhar em um espaço privado todo o histórico de discussões, anexar documentos, imagens e outras informações pertinentes, podendo visualizar, contribuir e comentar sobre determinado assunto. A partir desta troca de conhecimento e da evolução de ideias na rede, novas propostas podem ser formatadas visando o crescimento da organização.

Quer saber o que as comunidades de prática podem fazer pelo seu negócio? Listamos quatro motivos para implantá-las na sua empresa.

1) Aprendizado coletivo. São nessas comunidades que os colaboradores se envolvem em um verdadeiro processo de aprendizado coletivo, onde uma simples conversa pode ser o início de uma série de ideias que poderão ser evoluídas e até implantadas na empresa, gerando maior engajamento e consequentemente, ganhos para o próprio negócio.

2) Relevância no mercado. No atual ambiente de negócios, os clientes têm levado em conta o quanto às empresas são autoridades nos nichos em que atuam. O uso de comunidades em uma Intranet possibilita vários insights para que este mesmo conteúdo possa auxiliar em divulgações estratégias para clientes e fornecedores, reforçando a relevância da empresa no mercado.

3) Inovação. Comunidades de práticas permitem que empresas utilizem seu capital intelectual tanto para resolução de demandas como para inovação. Assim, processos e técnicas podem ser aprimorados, impactando positivamente nos resultados alcançados e criando novas possibilidades e vantagens competitivas para o negócio.

4) Desenvolvimento organizacional. As comunidades de prática são ambientes favoráveis ao compartilhamento de informações que possibilitam o desenvolvimento organizacional e a mudança cultural da empresa, incentivando o desenvolvimento pessoal e profissional de cada colaborador.

Um ambiente preparado para conectar sua equipe é um dos passos fundamentais para sua empresa inovar no mercado. Fale com o nosso comercial e vamos começar juntos a transformação do seu negócio.

Comments are closed.