intranetobsoleta

Saiba por que a intranet da sua empresa está obsoleta

CEO’s têm percebido que “olhar para quem está dentro de casa” pode impulsionar as estratégias de produtividade e crescimento da empresa. Dessa forma, se ater aos níveis hierárquicos tradicionais, com uma administração centralizada sem olhar as pessoas que fazem parte deste processo, já é uma prática a ser questionada.

O desafio agora está com os profissionais de RH, que precisam ser mais ágeis e eficazes nas práticas internas, e assim oferecer soluções confiáveis aos gestores. E isso vai muito além dos processos burocráticos. Hoje, é preciso lidar com as expectativas do capital humano em relação à empresa e olhar para o indivíduo, compreendendo as necessidades e perfis de cada um, fazendo da organização um ambiente vivo, colaborativo e integrado.

Com a tecnologia presente em vários estágios do processo, o departamento de RH poderia intensificar a comunicação interna com a implementação de uma intranet, um meio de conexão entre os colaboradores viabilizando o compartilhamento de informações e disseminação do conhecimento. Acontece que até o modelo da intranet tradicional já não está mais se encaixando nos moldes atuais.

A vez da intranet social

Há alguns anos, um ambiente de intranet era utilizado para a publicação de conteúdos da empresa, mas que funcionavam em uma via de mão única. O gestor de conteúdo, que poderia envolver a participação do setor de comunicação, RH ou reunir vários departamentos, inseria arquivos, documentos e informações pertinentes à organização para conhecimento de todos. Mas ainda carregava resquícios de uma comunicação e cultura organizacional engessadas e pouco abertas à colaboração.

Embora em algumas organizações este conceito ainda perdure, estamos em novos tempos. Sendo assim, o ambiente interno também sente a necessidade de transformar-se, aliando tendências tecnológicas, culturais e sociais, para proporcionar um ambiente colaborativo conectando os participantes da organização e oferecendo práticas que estimulem a socialização. Estamos falando da intranet social.

Por meio de um perfil, o colaborador pode reagir a um conteúdo, se inteirar mais acerca das atividades de outros setores. Pode ser também a porta de entrada para que talentos ainda pouco conhecidos possam revelar seus conhecimentos, postando e respondendo perguntas, participando de grupos de inovação que promovem a evolução da empresa. Estabelece-se uma política de feedback com uma conversa mais próxima entre líderes e colaboradores, trazendo sugestões e novas ideias para a mesa de trabalho.

A participação pode ficar ainda mais elevada, se a plataforma contiver recursos de gamificação, onde as pessoas entram em um “jogo” saudável de ações que bonificam e formam um ranking dos colaboradores mais participativos, estimulando o conhecimento dentro da intranet social corporativa e possibilitando a quebra dos silos de informação.

Assim como as plataformas estão evoluindo, a cultura organizacional da empresa precisa se reinventar e acompanhar as tendências. E as empresas devem começar a olhar com mais atenção para este conceito de digital workplace, principalmente nestes tempos de mercado competitivo e transformação digital.

Quer saber mais sobre o assunto? Assine nossa newsletter e receba informações exclusivas que podem transformar sua empresa e seu negócio

Comments are closed.